Van Damme dá


Quem? Quem nunca quis protagonizar um filme de acção ao lado de Jean Claude Van Damme, o único homem capaz de motivar outros homens a aprender a fazer a espargata. Quem?!

A pensar nisso (e aproveitando para promover um filme seu), a massa informe de músculos com olhos mais famosa da Bélgica lançou, em colaboração com o Funny Or Die, o Make My Movie Challenge. Para esse fim, a equipa disponibilizou mais de 10 minutos do actor filmado sobre green screen, para que possa dar asas ao seu Michael Bay interior e remisturar o material num filme novo. A competição terminou em Março do ano passado, mas os vídeos continuam disponíveis para quem quiser realizar o seu sonho de criança.

(A propósito, o filme supracitado, Welcome to the Jungle [2013], é uma comédia. Não o tendo visto, prevejo que é o ponto da vida de Van Damme (VD) em que ele admite, por fim, o que é: uma piada).

No fundo, os resultados da competição são, apesar de tudo, bem menos interessantes que a raw footage que foi posta à disposição dos aspirantes a cineasta: VD, sozinho em frente a uma tela verde, a pantomimar as mais díspares cenas estereotípicas de acção, é uma coisa de beleza que, a momentos, se aproxima muito de dizer alguma coisa de fundamental sobre a natureza humana.

http://youtu.be/Ybyk4peHXlU?list=PLdM4OTNipERJ0fP2ha0QIpakczS2aksyn

Aproveito a ocasião para recordar um filme que, na altura de estreia, passou relativamente despercebido pelo grande público (o que é estranho porque tem o raio do VAN DAMME!). Falo do JCVD (sim, as iniciais), produção belga de 2008, rodada em Bruxelas, que conta com o homónimo no papel principal. Não vou entrar muito nos detalhes do enredo, mas posso adiantar que, nele, o actor faz uma coisa invulgar… ele… aah… ele actua. E dá patadas.

Sim, é verdade, VD mostra-nos um lado seu raramente visto, em que faz coisas tais como expressar um leque de emoções, dotar um texto de gravitas, enfim, qualidades normalmente reservadas a actores e das quais não precisou para construir uma brilhante carreira durante os anos 80.

Assim como o seu irmão gémeo, Jean-Luc Van Damme.

Tal como o seu irmão gémeo, Jean-Pierre Van Damme.

Caso ainda estejam incrédulos, fica aqui um excerto do filme em questão, em que o actor faz um balanço à sua vida (legendas em inglês):

Categories