TEDs pra que vos quero


Já todos conhecemos o famoso portal de videos, pseudo-palestras, TED (Technology, Entertainment, Design). Mesmo assim explicamos aqui: trata-se de um portal, site, organização, que tenta, algumas vezes bem outras mal, mesmo mal, espalhar ideias, tal como eles o dizem: “Ideas worth spreading”. As palestras que aqui vemos são chamadas de “talks” que passarei a tratar por “conversas” (que serão mais monólogos) para tornar o artigo mais “aportuguesado”.

Neste portal, são colocados videos com pessoas de várias posições e capacidades artísticas e académicas, e outras sem nenhumas, explicando ideias, confissões, histórias.

A última foi esta: Monica Lewisky “the price of shame”.

Ok, acredito que possa ser uma boa porta-voz para o cyber-bullying, mas qualquer coisa nesta “conversa” não me soa bem… acho que essa coisa talvez venha após ler os comentários deste vídeo ou mesmo um futuro que espero que não aconteça: uma possível elevação desta mulher a algum tipo de “personalidade da internet” ou um reality show onde ela será a personagem principal.

Antes desta palestra a que me referi já este portal censurou algumas “conversas”, como esta de Sarah Silverman, uma das maiores comediantes do mundo (aqui ela fala sobre essa mesma censura) e a de Nick Hanauer, um milionário que contraria o dogma republicano de que quanto mais dinheiro os mais ricos têm, mais trabalhos são criados.

I know I shouldn’t say this about one of my own speakers, but Sarah silverman was god awful… by Chris Anderson, curator of TED Talks

Na altura em que pesquisei outras “conversas” que foram abafadas ou retiradas do portal em si, encontrei mais duas, das quais retirei algumas ideias interessantes. Acho que elas devem, merecem, ser expostas ( pelo menos as vindas de gente com capacidades demonstradas na sua área ) para que possamos criticá-las. É como ir ver um filme, mesmo que mau, para poder dizer mal, deixando de aceitar a crítica de alguém e por isso não ver o filme de todo. E considero que têm todo o valor para estar lado a lado com outras grandes “conversas” bem conceituadas neste portal.

Estas conversas são Rupert Sheldrake – The Science Delusion e Graham Hancock – The War on Consciousness.

Concluindo, TED trata-se de um organização com potencial mais que demonstrado, um sentido de propriedade demasiado grande, mas também com uma apresentação elitista quase palpável. Esperemos que continue, nem que seja para nos dar acesso às ideias de académicos conceituados das mais variadas áreas.

Categories